Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Opinião | Artigo: Estágio nas prefeituras – Luiz Gonzaga Bertelli

Artigo: Estágio nas prefeituras – Luiz Gonzaga Bertelli

É sabido que os jovens, quando saem da escola ou da universidade sem experiência prática no mundo do trabalho, encontram maior dificuldade para inserir-se profissionalmente. A maioria das empresas exige certa vivência profissional que esses estudantes não têm. Nos processos seletivos, a vantagem é de quem participou de programas de estágio e aprendizagem. A capacitação prática conduz os jovens a conhecer a realidade do mercado de trabalho e da própria carreira, além de inseri-los também em modelo comportamental corporativo, como a linguagem e vestimenta adequadas, a importância do trabalho em grupo e das relações interpessoais.

Abrir oportunidades de formação aos jovens por meio do estágio e da aprendizagem, no entanto, não é função exclusiva de empresas privadas. O setor público também tem responsabilidade, principalmente no caso das administrações municipais, que zelam pelo desenvolvimento do munícipe. É por isso que, em parceria com o CIEE, mais de 800 prefeituras em todo o país abrem suas portas para estagiários e aprendizes.

As vantagens dessa ação são numerosas. Além de ser um ato de responsabilidade social – pois insere os jovens no mercado de trabalho e oferece bolsa-auxílio, que ajuda manter renda de várias famílias e possibilita reter o jovem na escola –, o estágio não onera a folha de pagamento do serviço público, visto ser uma ativi­dade pedagógica, livre dos fartos encargos trabalhistas. Além de auxiliar na formação prática do estudante, preparando um profissional mais qualificado para o trabalho, ajuda na geração de renda, que dinamiza a economia da cidade.

Em audiências concedidas ao CIEE, centenas de prefeitos recém-empossados têm manifes­tado o interesse em manter ou imple­mentar programas estágio e de aprendizagem como eficientes modalidades de formação profissional dos jovens munícipes e sua fixação nas cidades. Regiões que não abrem oportunidades aos jovens tendem a perdê-los para centros mais desenvolvidos.

Só no estado de São Paulo, há atualmente mais de 32 mil jovens em estágio e aprendizagem em mais de 400 cidades, com destaque para a capital, que estende o programa a todas as secretarias da administração municipal. É uma ação importante que beneficia não só os jovens em busca do sucesso profissional, mas a sociedade em geral.

(*) Luiz Gonzaga Bertelli é presidente do Conselho de Administração do CIEE, do Conselho Diretor do CIEE Nacional e da Academia Paulista de História (APH).

Deixe uma resposta