Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Aftosa: pecuaristas devem ficar atentos para temperatura das vacinas

Aftosa: pecuaristas devem ficar atentos para temperatura das vacinas

Após a compra e o transporte, já na residência do pecuarista, a vacina não deve ser colocada na geladeira e nem em freezer, para não congelar, deve ser mantida com gelo no isopor e aplicada logo que possível - Foto: Neto Figueredo

Após a compra e o transporte, já na residência do pecuarista, a vacina não deve ser colocada na geladeira e nem em freezer, para não congelar, deve ser mantida com gelo no isopor e aplicada logo que possível – Foto: Neto Figueredo

A primeira etapa da campanha “Chegou a Hora – Roraima Livre de Aftosa” está em andamento desde o dia 1° de abril, e vai até o dia 30 deste mês. O governo do estado, através da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), destaca ao pecuarista, a necessidade de conservação da vacina em temperatura de dois a oito graus até o momento da aplicação no rebanho. Sem essa temperatura a vacina perde o efeito.

Segundo o diretor de inspeção e defesa animal da Aderr, médico veterinário Vicente Barreto, a chave do sucesso da campanha está no transporte correto feito pelo criador. Para isso, após a compra e o transporte, já na residência do pecuarista, a vacina não deve ser colocada na geladeira e nem em freezer, para não congelar, deve ser mantida com gelo no isopor e aplicada logo que possível.

Manuseio

Para aplicar a vacina, a limpeza da pistola é essencial para que não haja contaminação. “A limpeza pode ser feita com água fervente ou iodo”, explicou Barreto, enfatizando que vacina só deve ser retirada do gelo no momento de abastecer a pistola de aplicação. A troca da agulha é necessárias a cada 10 animais. A dose é de cinco mililitros para cada animal. “Após vacinar é imprescindível que o pecuarista procure uma das UDAs [Unidades de Defesa Agropecuária] da  Aderr para que haja a notificação e estratificação do seu rebanho”, salientou.

A vacina contra a Febre Aftosa pode ser adquirida em oito lojas especializadas em Boa Vista e quatro cidades do Interior, nos municípios do Caroebe, São João Baliza, Alto Alegre e Rorainópolis. A segunda etapa da vacinação será no mês de outubro. O estado de Roraima possui atualmente 750 mil cabeças de gado.

Raquel Lins

 

Deixe uma resposta