Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Acusado de matar amigo é preso em Campos Novos

Acusado de matar amigo é preso em Campos Novos

Uma tragédia entre amigos foi registrado na Vila Campos Novos, no município de Iracema, após uma bebedeira, durante a madrugada desta segunda-feira, 23. O marceneiro Luiz Cosmos Gonzaga de Lima, 57, foi preso em flagrante após esfaquear e matar o amigo, José Elias da Silva, 38.

De acordo com informações prestadas pelo delegado de Iracema, Leonardo Barroncas, o acusado foi preso em flagrante pela Polícia Militar e em interrogatório o acusado contou que ele e José Elias são amigos há quatro anos e que vieram juntos da cidade de Presidente Figueiredo, no Amazonas.

Sobre o crime ele disse que os dois começaram a beber em um bar por volta das 15 horas de ontem em Campos Novos. Por volta das 19 horas retornaram para a chácara onde moravam e continuaram a bebedeira.

“Ele disse que quando foi por volta das 3 horas, o Elias ligou o maquinário para trabalhar e o Luiz Cosmos pediu que não fizesse isso, pois não estava em condições físicas, por estar muito bêbado e poderia sofrer um acidente. A vítima, segundo ele, se irritou e o chamou de velho nojento, mordeu o dedo dele e o empurrou. O Luiz caiu no chão e disse que o amigo pegou um pau e lhe deu uns três golpes. Para se defender, ele disse que pegou o punhal e lhe aplicou um golpe, mas como muito bêbado, não lembra dos detalhes e nem de quantos golpes aplicou”, disse o delegado, acrescentando que a informação preliminar do IML é de que foram seis perfurações.

O acusado contou ainda que ao perceber o que tinha acontecido procurou ajuda e foi ao posto de Saúde da Vila, que não estava aberto. Ele falou com o vigia que chamou o motorista da ambulância e os três foram ao destacamento da PM. O sargento Hermano, segundo o delegado, foi quem fez o primeiro atendimento e ao indagar sobre quem praticou o crime, o marceneiro confessou a autoria.

“Eles foram até a chácara e pegaram o rapaz e o levaram para o hospital de Mucajaí. A equipe médica tentou reanimá-lo, mas não conseguiram e foi constatado o óbito por volta das 5h20 de hoje”, disse o delegado.

Transtornado e chorando muito, o infrator disse que estava arrependido e que não tinha a intenção de matar o amigo.

“Ele chorava muito e ainda chegou a pedir perdão para a vítima. Chegou a dizer que era uma culpa que vai levar para o resto de sua vida e que não conseguia entender como tinha praticado o crime”, disse o delegado que o autuou em flagrante por homicídio e o encaminhou para a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo.

 

Deixe uma resposta