Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Esporte | Abrindo Caminhos da Assembleia Legislativa é destaque em campeonato de Ginástica Rítmica

Abrindo Caminhos da Assembleia Legislativa é destaque em campeonato de Ginástica Rítmica

III Copa IBR de Ginástica Rítmica – Fotos: Aldirene Souza

O programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima (ALERR) é destaque na III Edição da Copa IBR de Ginástica Rítmica, realizada neste final de semana no Roraima Garden Shopping. Participaram do campeonato nove atletas do Abrindo Caminhos, e Hadassa de Oliveira Brito, 5 anos, ficou com título de segundo lugar da categoria Mirim.

“Estamos muito felizes com a vitória da Hadassa. Essa é a primeira participação oficial das atletas da ginástica rítmica em campeonato no Estado. A participação é uma forma de motivação”, disse a professora Iraima Carvalho Bríglia. A competição reuniu também atletas da Escola Clarentiano, Vila Olímpica e Instituto Batista de Roraima (IBR).

Hadassa disse que treinou muito e que acreditava ser um das primeiras colocadas. “A gente tem treinado muito e eu me esforcei, por isso achava que iria ganhar. Estou muito feliz”, disse a vencedora, ao mostrar a medalha.

Feliz com a medalha de participação em volta do pescoço, a atleta Helena Menezes Baraúna, de 8 anos, disse que adorou participar do evento e que a ginástica rítmica era um sonho que está sendo realizado pelo Programa Abrindo Caminhos.

“Estou muito feliz com essa primeira apresentação. Antes eu fazia balé, mas meu sonho é ginástica rítmica, e quando abriu a oportunidade, que meu pai chegou e disse que havia surgido uma vaga no Abrindo Caminhos, fiquei muito feliz”, contou Helena.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), disse que ficou satisfeito com a participação das atletas nessa competição e surpreso com a medalha conquistada pela pequena Hadassa. “Quando pensamos no Abrindo Caminhos queríamos dar a oportunidade às nossas crianças e adolescentes de ocuparem a mente e o tempo ocioso praticando alguma atividade, e até mesmo prepara-las para competirem como atletas. Mas não achava que teríamos resultados assim tão rápidos. Semana passada foram os meninos do jiu-jitsu e agora as meninas da ginástica rítmica. Estou muito orgulhoso”, declarou.

A coordenadora do programa, Viviane Lima, avaliou a apresentação como positiva. “Viemos participar e estou surpresa porque nossas atletas estão se destacando. Na abertura do evento percebi a interação das atletas e isso é bom porque desperta mais o interesse, melhora o esforço com esse tipo de apresentação”, disse, ao ressaltar que o programa atende 100 crianças somente na ginástica rítmica.

Camila Cascaes dos Santos, mãe da atleta Camile Vitória dos Santos Rodrigues, estava nervosa, mas contente pela desenvoltura da filha.

“Estou bastante orgulhosa da minha filha porque desde as olímpiadas, no ano passado, a ginástica rítmica passou a ser um sonho dela que fazia os movimentos vendo na internet. Não tínhamos condições de pagar e quando surgiu o Abrindo Caminhos, vimos no programa a possibilidade da realização do sonho”, afirmou.

Camile ganhou medalha de participação, mas disse que um trará muitas medalhas para o Estado. “Acredito que um dia, com meu esforço e dedicação, vou brilhar. Hoje o Abrindo Caminhos é a minha vida porque foi lá que comecei a fazer a ginástica. Treinei muito neste mês para esse campeonato. Dividi meu tempo entre as aulas da escola e o treino da ginástica e estou feliz em estar aqui”, contou.

Marilena Freitas

 

Deixe uma resposta