Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | 5ª etapa da obra de ampliação do sistema de saneamento básico começa na próxima semana

5ª etapa da obra de ampliação do sistema de saneamento básico começa na próxima semana

Ao final da terceira etapa, previsto para dezembro deste ano, o índice de atendimento acumulado será de 64,74% - Foto: Ascom/SeinfA quinta etapa da obra de ampliação do sistema de esgotamento sanitário da Capital começa na próxima semana, no bairro Bela Vista, Zona Oeste da cidade. De acordo com a empresa Renovo, responsável pela obra, o início dos trabalhos está previsto para segunda-feira, 7, nas ruas Salvador e Boa Vista. As vias serão parcialmente interditadas e sinalizadas para garantir segurança no trânsito de pessoas e de veículos.

Parte de um grande projeto, que ao final atenderá a 95% da população da Capital, essa etapa dos serviços tem investimentos previstos de R$ 88,3 milhões, recursos do Ministério das Cidades, liberados por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2). A obra é realizada em parceria com o Governo do Estado, tem prazo de 20 meses para conclusão e vai gerar cerca de 700 empregos.

Nessa quinta etapa, serão atendidas 4.100 famílias dos bairros Alvorada, Cambará, Doutor Sílvio Leite e de partes dos bairros Bela Vista e Raiar do Sol, população estimada de mais de 20 mil pessoas. Serão construídos 107 quilômetros de rede coletora de esgoto, nove quilômetros de interceptores e pouco mais de três quilômetros de linhas de recalque.

Consta também dessa fase da obra a construção de três Estações Elevatórias de Esgoto (EEE), nos bairros Santa Tereza, Doutor Sílvio Leite e Cambará, e a execução de 7.379 ligações domiciliares que vão beneficiar famílias de baixa renda.   

O diretor do Departamento Estadual de Engenharia e Obras (DEO), engenheiro Frederico Leitão, alerta a população dos bairros a serem beneficiados pela obra sobre alguns transtornos que ocorrerão durante a execução dos serviços. “Para a realização das escavações, são necessárias providências como o fechamento de trecho das vias, com alteração de trânsito, isso resulta em mudanças no cotidiano das pessoas. Além disso, dependendo do período climático, a abertura das valas gera poeira ou lama. São os ônus necessários para realização da obra, mas os benefícios compensam”, ressalta.  

“A implantação da rede de saneamento diminui a incidência de doenças de veiculação hídrica, pois a coleta de esgoto passa por tratamento, que reduz de 95% a 99% o risco de a população ser afetada por esses males e traz também benefícios para o meio ambiente, evitando a contaminação do lençol freático e de rios e igarapés. Somado a isso, tem reflexos importantes para o setor econômico, com a valorização dos imóveis e redução de faltas ao trabalho de funcionários acometidos por doenças relacionadas à inexistência de saneamento básico, conforme foi comprovado por pesquisa”, disse o diretor do DEO.

Quarta etapa

Com previsão de início também nos próximos dias, a quarta etapa da obra inclui a implantação de 238 quilômetros de rede coletora; oito quilômetros de coletor tronco; 18 quilômetros de interceptores e três quilômetros de linhas de recalque. A obra contempla ainda a construção de três Estações Elevatórias de Esgoto (EEE).

Além disso, serão executadas 15.080 ligações domiciliares, para atender a 6.682 famílias de baixa renda. Serão beneficiados moradores dos bairros União e Jardim Caranã e de partes dos bairros Jóquei Clube, Centenário, Asa Branca, Doutor Sílvio Botelho, Jardim Tropical, Araceli Souto Maior, Tancredo Neves, Bela Vista e Raiar do Sol.

O início da quarta etapa da obra depende apenas de aprovação pelo Ministério das Cidades e pela Caixa Econômica Federal (CEF) de uma mudança feita no projeto executivo para inclusão do Caimbé, entre os bairros a serem beneficiados com o serviço de implantação da rede coletora de esgoto.

 

 

 

Deixe uma resposta